Lula defende investigar financiadores de atos contra resultado da eleição

Presidente eleito, Lula se reuniu com chefes dos Poderes nesta quarta-feira (9/11), em Brasília

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta quarta-feira (9/11), que “é preciso detectar quem está financiando esses protestos que não têm pé nem cabeça”. O petista fez referência às manifestações antidemocráticas que ocorrem pelo país, de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) que contestam o resultado das eleições.
“Essas pessoas que estão protestando não têm por que protestar; essas pessoas deviam dar graças a Deus pela diferença ter sido menor do que aquilo que nós merecíamos de voto”,

disse Lula.Lula se reuniu no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes. O petista passou o dia em Brasília, onde teve encontros com diversas autoridades. É a primeira visita do político à capital federal desde a vitória no segundo turno, em 30 de outubro.
A ida ao TSE foi o último compromisso público do presidente eleito no dia. Antes, ele se encontrou com os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Mais cedo, reuniu-se com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP- AL). Na reunião, considerada “protocolar” pelos aliados do petista, Lira ressaltou sua preferência pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de Transição, ao invés da abertura de crédito por meio de uma Medida Provisória para viabilizar o Bolsa Família de R$ 600 no ano que vem e cumprir outros compromissos de campanha.

Lula se encontrou ainda com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). O assunto também foi o Orçamento federal do ano que vem, num esforço por uma solução que possa ser colocada em prática no pouco tempo que falta para o encerramento do ano legislativo.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta