Lula diz que só pensará em nomes de ministros “quando voltar do Egito”

Presidente eleito, Lula viaja para a cúpula das Nações Unidas para as mudanças climáticas na próxima semana e só volta dia 19 de novembro

O presidente da República eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse que ainda vai demorar para começar a anunciar seu time de ministros, apesar de a transição entre os governos já estar acontecendo. Em entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (09/11), em Brasília, Lula afirmou que vai “começar a pensar” nos nomes quando voltar do Egito, o que só deve acontecer no final da semana que vem.

Lula viaja na próxima segunda (14/11) para a 27ª conferência do clima da Organização das Nações Unidas, a COP 27, a convite do governo do país sede do evento. O petista só deve voltar ao Brasil no sábado da mesma semana, dia 19 de novembro.
O futuro chefe do Executivo federal teve um dia de agenda intensa em sua primeira visita a Brasília após o fim das eleições. Ele se reuniu com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), buscando mostrar que está aberto ao diálogo e negociando a melhor forma de abrir espaço no Orçamento do ano que vem para os planos de seu governo.

Parte da negociação com os partidos, o espaço no novo governo ainda é um tema a ser conversado, o que explica a falta de pressa do petista em anunciar nomes para seu ministério.

“Quando eu voltar do Egito, vou começar a pensar na montagem do ministério. E terei todo interesse que vocês divulguem os nomes”, disse Lula a jornalistas após a última agenda pública do dia, uma visita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde se reuniu com o presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes.

Antes, buscando se diferenciar do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas relações institucionais, Lula fez uma visita de cortesia aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula segue em Brasília e nesta quinta (10/11) deverá visitar a sede da transição, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Não estão previstos encontros entre Lula e integrantes do governo Bolsonaro.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta