“Maconha não é droga, é uma planta e queremos sua descriminalização”, defende candidata do PSOL Adjany Simplício

Ela explicou que a atual máquina pública mantém contratações ao invés de priorizar concursos.

A candidata do PSOL Adjany Simplício, em entrevista ao programa Arapuan Verdade da Arapuan FM, desta quarta-feira (21), defendeu a legalização da maconha e disse não considerar a erva uma droga.  Segundo ela, trata-se de uma planta e que o uso recreativo precisa ser discutido.

“Maconha não é droga, é uma planta. Vamos levar esse assunto à Câmara Federal para discutirmos a descriminalização”, destacou como acompanhou o ClickPB.

De acordo com Adjany Simplício, atualmente há o uso da cannabis (nome científico da maconha) para demandas do Sistema Único de Saúde (SUS), com o cannabidiol, por exemplo.

Questionada sobre o uso recreativo da erva, a candidata disse se tratar de uma situação possível. “O Estado não pode tomar essa posição, não se envolve nisso, mas penso que é possível”, arrematou.

clickpb

Related posts

Deixe uma resposta