“Mal se corta pela raiz”, reage Gleisi sobre resposta de Moraes ao PL

Presidente do TSE negou denúncia da sigla de Bolsonaro, condenou o partido com multa em R$ 22 milhões e bloqueou as contas da coligação.

 

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, comemorou a decisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, que negou a denúncia apresentada pelo PL sobre supostas falhas em urnas antigas. O ministro, além de negar a tese da sigla do presidente Jair Bolsonaro, condenou-a por litigância de má-fé, fixou multa de R$ 22,9 milhões e bloqueou as contas da coligação até que o valor seja pago.

“Ministro Alexandre foi pedagógico! Com golpistas aplica-se a lei, mal se corta pela raiz. A democracia vence e Bolsonaro ficará no lixo na história”, escreveu a líder do partido do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Veja a publicação:

A ex-ministra do Meio Ambiente e deputada federal eleita por São Paulo Marina Silva (Rede) também se manifestou.

A denúncia do PL é descrita pelo ministro como de “total má-fé”. Segundo Moraes, o pedido é “esdrúxulo e ilícito”, com argumentos “absolutamente falsos”. A solicitação da sigla foi negada “tanto em razão de sua inépcia como pela ausência de quaisquer indícios e circunstâncias que justifiquem a instauração de uma verificação extraordinária”.

O presidente da Justiça Eleitoral apontou que seu pedido anterior não foi atendido pela sigla. “Sob pena de indeferimento da inicial, deve a autora aditar a petição inicial para que o pedido abranja ambos os turnos das eleições, no prazo de 24 horas“, escreveu Moraes na terça-feira (22/11). Nesta quarta, o PL decidiu manter a ação que pedia a verificação apenas dos resultados do segundo turno.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta