Manifestações de artistas no festival ”Lollapalooza” provoca reação do TSE

Manifestações de artistas no festival ”Lollapalooza” provoca reação do TSE

Antes do último dia de Lollapalooza Brasil começar, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou o pedido do partido do presidente Jair Bolsonaro, o PL, e proibiu atos de propaganda eleitoral no evento.




O pedido foi feito neste sábado e, segundo o partido, houve crime de propaganda eleitoral antecipada durante o show da Pabllo Vittar e Marina em apoio ao ex-presidente Lula.  No final do show, marcado por diversos hits, a cantora levantou uma bandeira com o rosto de Lula.

Eis porque a manifestação política em mais de um show, uma em absoluto desabono ao pré-candidato Jair Bolsonaro e outra em escancarada propaganda antecipada em favor de Luiz Inácio negativa e antecipada além de promoverem verdadeiro showmício, sendo indiferente se o evento foi custeado pelo candidato ou se o mesmo esteve presente no ato“, revela o documento compartilhado pelo PL.

“A manifestação política realizada em evento de responsabilidade da representada fere inúmeros dispositivos legais, conforme restará demonstrado, razão pela qual se faz imperiosa a intervenção desta Especializada”, afirmam os advogados do partido.

TSE ainda estipulou multa de 50 mil reais para novas ocorrências. A campanha começa oficialmente no dia 15 de agosto.

As informações são do G1.

Related posts

Deixe uma resposta