‘Nem Lula, nem Bolsonaro; meu voto no 2º turno é nulo’, diz João Doria

“[Não vou] nem de Lula, nem de Bolsonaro”, disse Doria. “O meu voto será o da neutralidade. Meu voto será nulo. Não faço ataques nem a um lado nem ao outro.”

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) — O ex-governador de São Paulo João Doria declarou, em entrevista ao UOL News, que seu voto será nulo no segundo turno, pois não irá apoiar nem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nem o presidente Jair Bolsonaro (PL).

“[Não vou] nem de Lula, nem de Bolsonaro”, disse Doria. “O meu voto será o da neutralidade. Meu voto será nulo. Não faço ataques nem a um lado nem ao outro.”

“Eu respeito as opções de cada eleitor, esse é um processo democrático. Há de se respeitar as posições e não contestar, muito menos intimidar decisões de quem vai votar em Lula ou em Bolsonaro”, completou o político.

Doria reforçou que o PSDB deve anunciar seu apoio para o segundo turno ainda nesta terça-feira (4).

“Tenho a impressão de que ó partido] vai liberar, nos seus estados, a decisão de cada filiado para que, localmente, possa-se instruir seu voto”, afirmou o tucano.

Questionado sobre as críticas que fez a Bolsonaro quando era governador de São Paulo, Doria reiterou seu posicionamento.

“Reafirmo as críticas que fiz a Bolsonaro e as mantenho integralmente. Não mudei a minha posição em relação aquilo que de mal fez o governo Bolsonaro, e não foi apenas no tema da saúde, mas também no âmbito econômico e social. É um governo errático em praticamente todas as suas áreas”, disse.

“Mas mantenho também a visão crítica em relação aos governos passados, de Lula, em relação à falta de comportamento moral e de lisura no tratamento do dinheiro público. Por isso que a minha posição é de neutralidade neste momento”, acrescentou Doria.

FOLHAPRESS

Related posts

Deixe uma resposta