Os sinais de desprestígio dos ministros de Bolsonaro no TCU

Ministros de Bolsonaro foram acomodados nas últimas fileiras, atrás de Lula, senadores e ministros do STF, na posse do presidente do TCU

Em mais prova de que o café do atual governo já esfriou, os ministros de Jair Bolsonaro foram alocados nas últimas fileiras do espaço destinado a autoridades durante a posse do novo presidente do TCU, Bruno Dantas, nesta quarta-feira (14/12), em Brasília.

Paulo Guedes (Economia) e Carlos França (Itamaraty), por exemplo, foram acomodados na antepenúltima fileira. Bruno Bianco (AGU), na penúltima fila. Ciro Nogueira (Casa Civil), por sua vez, foi alocado na última fila.

Os ministros de Bolsonaro foram acomodados atrás de parlamentares, ministros do STF e do presidente eleito Lula. O petista estava na primeira fileira, ao lado do ex-presidente José Sarney (MDB) e do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin.

Convite negado

Convidado, o futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), não compareceu. Ele agradeceu ao novo presidente do TCU e pediu desculpas por não comparecer. Segundo auxiliares, Haddad está em agendas internas no hotel em que se hospeda em Brasília.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta