Outubro Rosa: por que é importante aderir à campanha no ambiente corporativo

O Movimento Outubro Rosa ganha força mundialmente a cada ano. Com o objetivo principal de alertar e conscientizar a sociedade em geral quanto ao diagnóstico precoce do câncer de mama, a campanha ocorre durante o mês de outubro e cada vez mais conquista espaço em empresas Brasil afora. No mundo corporativo, as ações devem ir além de postagens superficiais em redes sociais para demonstrar a fundo o cuidado e consideração pela saúde da mulher.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a doença nas mamas lidera o ranking de causas de morte por câncer em mulheres em quase todos os estados brasileiros. A exceção é a região Norte, onde o câncer de colo de útero toma o primeiro lugar. A doença consiste em um tumor maligno que ataca o tecido mamário e se desenvolve a partir de alterações em trechos das moléculas de DNA. A anomalia acarreta a multiplicação das células errôneas que, por fim, geram cistos malignos.

O papel das empresas no movimento em prol da conscientização se torna cada vez mais essencial a partir do momento em que proporciona um ambiente aberto para a propagação de informações cruciais para a prevenção desse tipo de câncer. Ainda segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), os casos descobertos em estágio inicial têm cerca de 95% de chances de cura. Ações de conscientização para a prática do autoexame, mamografias e ultrassons para uma detecção precoce da doença podem incentivar grande parte do público interno a oferecer a devida atenção ao tópico.

O capital humano é o bem mais precioso de uma organização, as pessoas passam boa parte do seu tempo no ambiente de trabalho, nada mais justo do que levar a discussão para dentro das empresas. Aderindo à campanha, a organização demonstra valorizar seus funcionários, zelando pela saúde e bem-estar de todos.

No mês de conscientização do Câncer de Mama, diversas ações são implementadas e todas são importantes, desde brindes que representem a causa até palestras e programas de incentivo ao diagnóstico precoce. Hoje com muitas empresas aderindo o modelo híbrido de trabalho, é importante pensar em ações que impactem tanto os colaboradores presenciais, quando os que estão em home office. O crucial é trabalhar o tema e frisar que com o diagnóstico precoce há uma chance maior de cura.

Além das ações pontuais do mês de outubro, proporcionar oportunidades para que esse cuidado seja praticado o ano todo não deixa de ser importante. Para isso, a contratação de um bom plano de saúde para os colaboradores é essencial para garantir a saúde e bem-estar dos funcionários de sua empresa, não apenas durante um mês. Datas e períodos de conscientização devem ser apenas um reforço, e não ações pontuais e únicas para incentivar o cuidado com a saúde das pessoas dentro da organização.

*Carolina Maestri é Diretora de ESG da ODATA.

 

Sobre a ODATA

A ODATA é uma provedora brasileira de serviços de data center, dedicada a fornecer infraestruturas de TI escaláveis, seguras e flexíveis na América Latina. Fundada em 2015, a empresa possui atualmente seis data centers, sendo três no Brasil, um na Colômbia, um no Chile e um no México. Especializada em Colocation, a ODATA atende à crescente demanda por energia, espaço e confiabilidade de organizações de diversos setores, interessadas em avançar em sua transformação digital.

É uma empresa do Patria Investimentos, uma das maiores gestoras de investimentos alternativos da América Latina, pioneira na indústria de Private Equity no Brasil. Um de seus acionistas é a CyrusOne, uma REIT americana de alto crescimento, focada na construção e operação de data centers de classe mundial neutros para operadoras. É um dos maiores players internacionais do setor. Para obter mais informações, visite http://odatacolocation.com.

*Por Carolina Maestri

Assessoria

Related posts

Deixe uma resposta