Papa Francisco reza pelo Brasil e pede fim do ódio a 4 dias do segundo turno

A declaração é feita duas semanas depois de militantes bolsonaristas causarem tumulto no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, no dia nacional de sua celebração.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O papa Francisco afirmou que reza para que o povo brasileiro fique livre do ódio, da intolerância e da violência nesta quarta-feira (26), durante a Audiência-Geral que celebra toda semana na praça São Pedro, em Roma. A informação é da Vatican News, portal de notícias da Santa Sé.

A declaração é feita quatro dias antes do segundo turno das eleições, marcado para o fim de semana – e duas semanas depois de militantes bolsonaristas causarem tumulto no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, no dia nacional de sua celebração.

Então, uma multidão enfurecida cercou um jovem que vestia camiseta vermelha aos gritos de “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão” e “a nossa bandeira jamais será vermelha”. Uma comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PL) visitava o local na mesma data.

A santa, aliás, foi citada diretamente pelo pontífice em sua fala desta quarta: “Rezo para que Nossa Senhora Aparecida proteja e cuide do povo brasileiro”, disse ele.

O líder da Igreja Católica ainda mencionou a beatificação de Benigna Cardoso da Silva, em Crato, no Ceará, no início da semana. A menina de 13 anos foi morta durante uma tentativa de estupro, em 1941. O papa a descreveu como “uma jovem mártir que, seguindo a palavra de Deus, manteve pura a sua vida, defendendo a sua dignidade”.

FOLHAPRESS

Related posts

Deixe uma resposta