Partido de Bolsonaro aciona TSE contra atos pró-Lula no Lollapalooza

Partido de Bolsonaro aciona TSE contra atos pró-Lula no Lollapalooza

Pabllo Vittar segurou bandeira com rosto de Lula; PL diz que houve propaganda eleitoral irregular em benefício do petista nas manifestações.

 

São Paulo – O Partido Liberal (PL), legenda de Jair Bolsonaro, ajuizou uma representação eleitoral no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após manifestações de artistas no Lollapalooza contra o atual presidente e a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A sigla argumenta que houve propaganda eleitoral irregular em benefício do petista nas manifestações. Nessa sexta-feira (25/3), a cantora Pabllo Vittar segurou uma bandeira com o rosto de Lula, e gritou “fora, Bolsonaro”. Já a britânica Marina soltou um “f**a-se Bolsonaro”.

A advogada Caroline Lacerda, que representa o PL, disse ao Metrópoles que a lei veda manifestações eleitorais antecipadas em prol de um candidato e em detrimento de outro – ainda que os artistas, e não os candidatos, tenham se posicionado.

“Pela lei eleitoral, não é permitida nenhuma manifestação antecipada neste período do ano, então pedimos ao TSE para que notifique o Lollapalooza para que o evento instrua os artistas e não beneficiem nenhum candidato. O objetivo é de instruir para que o que ocorreu ontem não aconteça de novo”, afirmou.

Os advogados pedem que o festival seja ainda multado pela infração de propaganda eleitoral antecipada.

Metrópoles

Related posts

Deixe uma resposta