Pesquisa nacional revela que brasileiros se informam mais através de sites, telejornais e redes sociais

O maior evento político do país, as Eleições 2022, acontecem no mês de outubro e, buscando responder à pergunta sobre como os brasileiros estão se informando sobre o assunto, a Alfa Inteligência, empresa paraibana de pesquisas de tendências de mercado, realizou um estudo com o objetivo de mapear as principais fontes de informação dos brasileiros quando o assunto é política. A pesquisa foi realizada durante o mês de maio. Foram feitas 2.004 entrevistas por telefone e o público alvo foram cidadãos de 16 anos ou mais.

De acordo com os dados, o principal meio procurado pelos brasileiros para se informar sobre política são os sites de notícias (31%), seguido pelos telejornais (30%) e redes sociais (19%). Os entrevistados também mencionaram revistas/jornais impressos (8%), rádio (3%), parentes e amigos (1%), podcasts (1%) e outros (3%). Cerca de 4% dos entrevistados não souberam responder.

Quando verificadas as principais fontes de informação por região, a pesquisa mostra que as regiões Norte e Nordeste apresentam uma ligeira preferência por telejornais, e que as redes sociais ganham mais espaço entre as pessoas da região Centro-oeste. Na divisão por sexo, o estudo revela que o público feminino apresenta uma preferência maior para os telejornais (33%) e sites de notícias (32%) com relação às redes sociais (15%); o público masculino prefere os sites de notícias (32%), seguido por telejornais (27%) e redes sociais (23%).

Quando o olhar é por gerações, os baby boomers e a geração X apresentam uma maior inclinação para os telejornais (36% e 34%), enquanto que o favoritismo por sites de notícias salta para 42% na geração Y. Com a geração Z, a escolha fica mais equilibrada, mas a predileção também é dos sites. No público com ensino superior o favoritismo é por sites de notícias (38%). Entre os analfabetos (lê e escreve), o meio mais citado são as redes sociais (25%).

O levantamento ainda traz as mídias preferidas do público quando o assunto é política. Entre os sites, o mais citado foi o portal UOL; entre os telejornais, o Jornal Nacional; no leque de redes sociais, o Instagram foi apontado como o principal pelo público; nas rádios, a Jovem Pan; já entre as revistas e jornais impressos, os entrevistados destacaram a Folha de São Paulo.

O intervalo de confiança estimado da pesquisa, que tem abrangência nacional, é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Sobre a Alfa Inteligência

Fundada em 2008, a Alfa Inteligência é uma empresa especializada na elaboração de pesquisas qualitativas e quantitativas para os setores público e privado, reunindo expertise multidisciplinar capaz de executar os mais diversos trabalhos em pesquisa de mercado e opinião, com pioneirismo no uso de tecnologia própria na realização de estudos de opinião 100% digital, de ponta a ponta.

Além de ser responsável por estudos em mais de 500 cidades, seja amplificando o potencial de negócios na iniciativa privada, bem como, elegendo centenas de candidatos a cargos eletivos e potencializando a imagem de gestores.

Confira a íntegra da pesquisa.

 

Related posts

Deixe uma resposta