Policiais federais são vaiados em bar do DF durante ação contra boca de urna

Segundo a corporação, policiais federais foram ao local para coibir a prática de boca de urna. Bar fica na Quadra 405 da Asa Norte

Neste domingo (30/10), dia em que ocorre o segundo turno das eleições de 2022, policiais federais foram vaiados durante ação em um bar localizado na Asa Norte, área nobre do Distrito Federal. Segundo a corporação, os agentes foram até o local para coibir uma possível boca de urna.

O bar Pardim reunia apoiadores do ex-presidente e candidato à Presidência da República Lula, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo a PF, o estabelecimento tocava, muito alto, uma música de apoio a Lula.

No momento em que chegaram ao bar, os policiais começaram a ser vaiados. As pessoas que estavam no local gritavam: “Liberdade de expressão”.

Veja:

“Eram músicas da MPB, não era partidária. Disseram para a gente parar a música até 17h”, disse.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF), é proibido, no dia das eleições, aglomeração de eleitores como forma de propaganda a um candidato. São permitidas, apenas, manifestações silenciosas.

Hilmar Raposo Filho, juiz de propaganda do TRE-DF, explica: “Na grande maioria das situações a gente tenta dissipar a aglomeração. O primeiro passo é tentar esclarecer. Nós da Justiça eleitoral chegamos e falamos que isso é propaganda irregular e isso pode prejudicar você e o candidato”.

“Essas manifestações com som alto, aglomeração, balançar de bandeira configura uma irregularidade”, completa.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta