Policial Militar agride motoboy e rasga CNH durante abordagem; veja vídeo

No momento em que o motoboy tira a habilitação do bolso, o policial puxa da mão do trabalhador e rasga.

Na tarde de domingo (25), um motoboy foi agredido e teve a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) rasgada por policiais militares durante uma abordagem em frente a um condomínio residencial, no Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul de Manaus.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram o momento em que os PMs fazem a abordagem, revistam o homem que trabalha com serviços de entrega por aplicativo e, bastante alterados, os agentes gritam com o rapaz.

No momento em que o motoboy tira a habilitação do bolso, o policial puxa da mão do trabalhador e rasga.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), em nota, informou que está apurando o caso e que não compactua com eventuais desvios de conduta.

De acordo com informações do portal g1, o restaurante Porteira Picanharia, para o qual o motociclista estava prestando serviço no momento das agressões, disse esperar que “os responsáveis tomem as devidas providências e que o caso não fique impune”.

O motoboy, afirmou em áudio enviado a um grupo de amigos que apenas questionou os PMs por não terem ligado o pisca da viatura. Isso teria ocasionado a abordagem violenta.

“Eles entraram para a esquerda, e eles [a viatura onde estavam os policiais] não deram pisca [alerta]. Aí eu buzinei, e disse ‘Dá o pisca, meu patrão’, só isso. Daí eu segui normal, e lá na frente eles me encostaram, daí eu parei, e subi a calçada, e eles começaram a me agredir”, afirmou o entregador.

Confira as notas na íntegra:

SSP

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) informa que tomou conhecimento do fato e determinou instauração do processo administrativo disciplinar pela Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD) da instituição para que o caso seja devidamente apurado e que as medidas administrativas em relação ao ocorrido sejam tomadas.

A PMAM ressalta que não compactua com eventuais desvios de conduta praticados por seus policiais.

A Corregedoria-Geral da SSP-AM vai acompanhar o processo disciplinar a ser instaurado pela PMAM. A SSP-AM também reforça que não compactua com quaisquer desvios de conduta de agentes da Segurança Pública estadual, tendo o dever legal de apurar o fato.

Porteira Picanharia

A Porteira Picanharia vem através dessa nota repudiar qualquer tipo de agressão. Um motoboy que estava prestando serviço na Porteira sofreu agressão física e psicológica por dois policiais militares.

Respeitamos e admiramos o trabalho da polícia militar, mas não compactuamos com qualquer tipo de agressão.

Esperamos que os responsáveis tomem as devidas providências e que esse caso não fique impune!

Por Yahoo Notícias

Related posts

Deixe uma resposta