Pollyanna Dutra denuncia ameaças, em áudio, de corte de benefícios para quem se recusar a votar nos candidatos do prefeito de Pombal

Pollyanna mostrou áudio em que uma mulher diz: “a gente está exigindo que o povo vote em Bolsonaro porque vamos acabar com essa história de Lula, que Lula não dá nada a Verissinho.”

A deputada estadual Pollyanna Dutra acusou o prefeito de Pombal, Verissinho, de usar a máquina pública para ameaçar a população para que as pessoas carentes votem em Jair Bolsonaro e Pedro Cunha Lima para presidente e governador, respectivamente, no segundo turno. A denúncia foi feita nas redes sociais, nesta sexta-feira (21), e encaminhada à Justiça Eleitoral, segundo a parlamentar.

“Eu estou chocada com o nível dessa covardia, ameaçam tirar cestas básicas, medicamentos e toda sorte de direitos dos cidadãos para que abdiquem de seu direito constitucional de escolherem seus governantes”, diz o trecho da legenda da deputada, na denúncia feita no Instagram.

Na publicação, Pollyanna mostrou um áudio em que uma mulher diz: “agora eu tenho uma exigência a fazer a você: para que você possa se ajudar você também tem me que ajudar. Não é só votando em Pedro que a gente agradece, não. A gente está exigindo que o povo vote em Bolsonaro porque vamos acabar com essa história de Lula, que Lula não dá nada a Verissinho, não.”

Ainda no áudio, a mulher diz: “está chegando umas coisas aí de Bolsonaro para Verissinho para dar para pobreza. Agora eu sou sincera, foi o que eu disse a seu filho e ele não gostou do que eu disse. Aí eu vou deixar de ajudar uma pessoa que vota em Bolsonaro para ajudar uma pessoa que vota em Lula? Lula não manda nada para Verissinho.”

A mulher, no áudio, ainda ameaça cortar ajuda fornecida a pessoas do Pereirão. “Se vocês querem arrumar alguma coisa, vocês têm que ajudar, votar nos candidatos dele. É o mundo todo do Pereirão só quer votar em Lula. Com certeza, mais cedo ou mais tarde, ele vai cortar tudo que é do Pereirão porque ninguém vai deixar de ajudar quem vota para ajudar a quem não vota.”

Pollyanna Dutra informou que já encaminhou o áudio para sua assessoria jurídica para que sejam tomadas as providências na Justiça Eleitoral.

“Eu estou chocada com o nível dessa covardia, ameaçam tirar cestas básicas, medicamentos e toda sorte de direitos dos cidadãos para que abdiquem de seu direito constitucional de escolherem seus governantes. O Deus a que sirvo não me permite aviltar a consciência e até atentar contra a existência de um ser humano, porque tirar a feira de uma pessoa que está passando fome é decretar sua morte. Isso é CR1MIN0SO!”, declarou a deputada.

“Eu espero que Deus toque o coração das autoridades eleitorais para que tomem uma providência URGENTE, porque minha parte vou fazer, inclusive já encaminhei esses áudios para minha assessoria jurídica”, acrescentou Pollyanna.

Confira o áudio

Related posts

Deixe uma resposta