Preço do gás de cozinha deve aumentar em média R$ 6, a partir de hoje

De acordo com o presidente do sindicato, Marcos Antônio Bezerra, esse aumento já era esperado e ocorre em âmbio nacional, independente da variação do preço do GLP.

O preço do gás de cozinha deve aumentar em média R$ 6, a partir de hoje. Segundo o Sindicato dos Revendedores de Gás GLP na Paraíba (Sinregás – PB), esta ajuste se deve após um aumento realizado pelas distribuidoras de gás em razão do dissídio coletivo.

De acordo com o presidente do sindicato, Marcos Antônio Bezerra, esse aumento já era esperado e ocorre em âmbito nacional, independente da variação do preço do GLP. “Esse aumento para gente não é novidade porque todos os anos no mês de setembro, que o gás esteja em alta ou em baixa, é a data base do dissídio coletivo das distribuidoras. Então esse dissídio que reúne os custos operacionais, são repassados e a gente automaticamente repassa”. Marcos enfatizou que por parte da Petrobrás e dos governos estaduais não ocorreu reajuste.

Em entrevista ao ClickPB, o presidente do Sinregás-PB lembrou que o preço do gás não é linear e varia de acordo com a localidade onde está sendo vendido. “Muitas vezes o gás nas áreas mais nobres é um preço e em áreas afastadas é outro, um pouco diferente”.

O preço do botijão de gás, sem o impacto dos R$ 6 aplicado a partir de hoje, varia de R$ 110 a 125 na grande João Pessoa. Porém, segundo o sindicato, alguns revendedores cobram valores maiores em razão de alterações na forma de pagamento, a exemplo de compras com cartão de crédito.

clickpb

Related posts

Deixe uma resposta