PRF, Polícia Civil, Militar e MP fiscalizaram bares em Guarabira suspeitos de funcionar como bordéis

Operação integrada entre as Polícias Civil, Militar, PRF, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar e Ministério Público visando a prevenção e repressão a crimes de exploração sexual infantil e correlatos nas cidades de Guarabira, Cuitegi e Alagoinha.

No transcorrer da OPERAÇÃO PARADOR 27, as guarnições realizavam rondas e abordagens a estabelecimentos comerciais (bares e congêneres), quando se deparou com um estabelecimento comercial suspeito de exploração sexual.

No local, os policiais fizeram abordagens e identificaram uma adolescente, 17 anos, que disse  que trabalhava no local. Ao ser questionada, a proprietária do estabelecimento, 42 anos, não quis repassar mais detalhes.

Diante dos fatos, a acusada foi conduzida e a menor encaminhada à Delegacia em Guarabira-PB para prestar esclarecimentos sobre os fatos.

Related posts

Deixe uma resposta