Procon registra aumento de R$ 15 no preço do gás em João Pessoa

O aumento no preço do produto já é reflexo do anúncio, no início desta semana

Pesquisa realizada nesta terça-feira (6), pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de João Pessoa, registra aumento de R$ 15,01 no menor preço do botijão de 13 quilos do gás de cozinha em relação ao último levantamento do Procon-JP (dia 17 de agosto), passando de R$ 94,99 para R$ 110,00 no pagamento à vista. O maior preço caiu de R$ 125,00 para R$ 120,00, com diferença de R$ 10,00 entre as duas pontas, variação de 9,1% e média de R$ 115,66.

O aumento no preço do produto já é reflexo do anúncio, no início desta semana, do reajuste previsto pela Associação Brasileira das Entidades de Classe das Revendas de Gás Liquefeito de Petróleo (Abragás), de uma alta de cerca de R$ 6,00 em função de correções salariais referentes ao dissídio coletivo do segmento, que ocorre todo mês de setembro.

O Procon-JP vai analisar os preços atuais em comparação com as pesquisas anteriores para verificar se há abuso no repasse ao consumidor. “Em caso positivo, vamos fiscalizar e autuar o revendedor que estiver cometendo alguma irregularidade”, informa o secretário Rougger Guerra.

Para pagamento no cartão de crédito, o menor preço está sendo praticado a R$ 114,00 em SOS Gás (Torre) e JDS Gás (Colinas do Sul) e, o maior, a R$ 130,00 (Kiko Gás – Alto do Mateus), com média de R$ 119,47, variação de 14% e diferença de R$ 16,00. O levantamento do Procon-JP, que também traz preços do vasilhame cheio, foi realizada nesta terça-feira (6) em 35 revendedores instalados em 20 bairros de João Pessoa.

Menores preços – Os locais onde estão sendo praticados os menores preços para pagamento à vista são: SOS Gás (Torre); Ferreira Gás e Josimar Gás (Cristo); Alex Gás (Cruz das Armas); Casa do Gás (Treze de Maio); Beto Gás (Monsenhor Magno/ Valentina); e Pablo Gás (Valentina).

Vasilhame – O consumidor que está precisando adquirir mais um botijão cheio de gás de cozinha deve ficar atento para as diferenças nos preços, já que o Procon-JP encontrou a oscilação entre R$ 265,00 (Alex Gás – Cruz das Armas) e R$ 350,00 (Ferreira Gás – Cristo), diferença de R$ 85,00, média de R$ 298,33 e variação de 32,1%.

portalt5

Related posts

Deixe uma resposta