Saúde recomenda que municípios reforcem a vacinação das crianças de até um ano de idade

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recomenda às Secretarias Municipais de Saúde que reforcem a vacinação das crianças de até um ano de idade. Considerando as metas preconizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), que são de 90% para Rotavírus e BCG e 95% para as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação da Criança, só 12 municípios atingiram todas as metas.

De acordo com a secretária de Saúde da Paraíba, Renata Nóbrega, os resultados parciais de 2022 reafirmam a necessidade de incrementar ações preventivas básicas e do planejamento local para o alcance das coberturas vacinais. Os dados apresentados demonstram que são baixas as proporções de crianças vacinadas na faixa etária de maior risco para as doenças imunopreveníveis. Dos 223 municípios, os 12 que atingiram todas as coberturas vacinais são: Sertãozinho, Algodão de Jandaíra, Olivedos, Gurjão, Zabelê, Areia de Baraúnas, Coremas, São José de Caiana, Bernardino Batista, Poço Dantas, Aparecida e Curral Velho.

Renata Nóbrega pontua que, embora a Paraíba tenha sido o primeiro estado a alcançar a meta durante a campanha contra a poliomielite, as outras vacinas de rotina estão com a cobertura baixa, não atingindo nem 50% em alguns municípios.

“Podemos destacar algumas propostas que favorecem o alcance das metas preconizadas pelo PNI como estender a abertura dos postos de saúde para além do horário comercial, ou aproveitar a ida das crianças aos postos de saúde por outros motivos, como consultas, para realizar a vacina e checar se existem outras vacinas em atraso no calendário. E também fazer busca ativa de crianças e adolescentes, além de garantir a vacinação do público de difícil acesso disponibilizando transporte, equipe e materiais necessários”, destaca.

A secretária ressalta que cada município dispõe de autonomia para definir as estratégias de divulgação e ampliação do acesso que melhor encaixe na realidade e necessidade de sua população. E chama a atenção também para as vacinas contra a Covid-19 que estão disponíveis para as crianças a partir de seis meses. Renata Nóbrega afirma que está sendo programado, junto aos municípios, a realização de um Dia D ainda em janeiro. Ela destaca que este é um movimento para incentivar a população a procurar as unidades de saúde e atualizar os cartões de vacinação da criança, já que é realizado sempre aos sábados.

Related posts

Deixe uma resposta