Ucrânia acusa Rússia de violar cessar-fogo e adia retirada de civis de Mariupol

Ucrânia acusa Rússia de violar cessar-fogo e adia retirada de civis de Mariupol

Governador da região publicou no Twitter que os russos continuam bombardeando a cidade e seus arredores.

As autoridades ucranianas suspenderam os planos de evacuação de civis da região de Mariupol, citando violações russas de uma pausa acordada nas hostilidades.

Pavlo Kyrylenko, governador da região de Donetsk, no leste ucraniano, publicou no Twitter às 12h45, no horário local: “EVACUAÇÃO DA POPULAÇÃO PACÍFICA DE MARIUPOL  ADIADA!”

“Devido ao fato de que os russos não observam o regime de silêncio e continuam bombardeando Mariupol e seus arredores, por razões de segurança, a evacuação da população foi adiada”, acrescentou.

Pouco tempo antes, Iryna Vereshchuk, a ministra ucraniana de Reintegração de Territórios Ocupados Temporariamente, disse que as forças russas pareciam estar fazendo uso da interrupção dos combates – que foi acordada para permitir a evacuação de civis – para avançar suas próprias tropas.

“Nossos militares informam que na área da rota declarada [do corredor de retirada] as tropas russas estão usando o cessar-fogo e avançando”, disse Vereshchuk.

“Gostaria de me dirigir às autoridades russas e dizer o seguinte: concordamos com o cessar-fogo por meio da Cruz Vermelha, usando convenções internacionais. Não deve haver avanço das tropas russas. Usamos este canal para evacuar civis – mulheres, crianças, e também para entregar bens humanitários aos que ficaram, como remédios e alimentos”, completou a ministra.

“Portanto, apelo mais uma vez às autoridades russas para que parem o avanço de suas tropas, se isso estiver acontecendo – estamos verificando essa informação – e para permitir a evacuação de pessoas.

“O mundo inteiro está assistindo a isso. Espero sinceramente que esse primeiro passo termine positivamente e as pessoas consigam abrigo, e não fiquem por semanas sob os escombros, em porões sem água, sem comunicação e sem comida”, concluiu Vereshchuk.

A Câmara Municipal de Mariupol pediu aos moradores que tentam fugir dos combates para retornarem aos abrigos, enquanto as negociações com a Rússia para garantir um corredor de evacuação continuam, disse um comunicado.

“Pedimos a todos os moradores de Mariupol que saiam e se dirijam aos abrigos. Mais informações sobre a evacuação em breve. No momento, estão em andamento negociações com a Federação Russa para estabelecer um regime de cessar-fogo e garantir um corredor humanitário seguro”. “A polícia também informará os moradores da cidade com a ajuda de alto-falantes”, acrescentou o comunicado.

No início do sábado, os militares anunciaram que interromperiam o bombardeio das cidades de Mariupol e Volnovakha para permitir a fuga de civis.

Rússia nega rotineiramente causar baixas civis na Ucrânia. A mídia internacional e os observadores documentaram extensivamente vítimas civis e danos à infraestrutura civil.

cnnbrasil

Related posts

Deixe uma resposta