Vídeo Arte guarabirense “(Res)xistência Virtual” do Diretor Roberto di Freitas é selecionado para o 17º Comunicurtas – Festival de Audiovisual de Campina Grande-PB

Nessa quarta-feira (16), foi divulgado a lista dos vídeos arte selecionados para o 17º Comunicurtas, o Festival de Audiovisual da cidade de Campina Grande, e entre eles está o vídeo arte “(Res)xistencia virtual”, produzido pelo Coletivo Dobrado da cidade de Guarabira em 2020.

Roteirizado por Marcelo Félix, dirigido por Roberto Di Freitas, o vídeo arte mergulha nas condições emocionais que enfrentou o artista do interior, interpretado por Jeyckson Dias, durante a pandemia da covid19, no ano de 2020, deixando sequelas psicológicas, sociais, econômicas e culturais que trouxeram uma nova relação pragmática entre o ser humano, a arte e a tecnologia, que traz uma preocupação angustiante da situação que vai se apresentando para a vida do artista que está quase arrastado novamente para o mundo do medo, da morte e da desesperança, as quais estamos prestes a viver novamente com a nova variante da covid19 nesse ano de 2022. Esse é o tema de reflexão do vídeo arte.

O vídeo arte faz parte de projetos audiovisual do Coletivo dobrado que traz em seu repertório obras que também já participou de diversos festivais, como o V Festissauro onde recebeu a premiação de melhor roteiro, a 15ª edição do Comunicurtas, o Festival InterArtes realizado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e também na grade de filmes selecionados pelo Governo da Paraíba, através da Secretaria de Cultura, para o evento CulturaPB na Web em 2020.

Sinopse:

Uma pandemia toma conta do mundo, no Ano 2020, do século XXI. Essa Crise de saúde mundial afeta a vida de todos os humanos. De repente, um jovem artista do interior nordestino brasileiro começa a perceber a angústia que o isolamento social está acarretando de transformações nas relações sociais entre as pessoas, trazendo uma nova perspectiva de seu mundo. A partir da solidão inerente ao isolamento, devido à crise do vírus Covid-19, teve em decorrência o fechamento dos espaços públicos de cultura no qual o jovem artista estava acostumado a frequentar, ensaiar e apresentar como um canal de sua expressão artística. Foi diante de sua dor, angústia, solidão diante do distanciamento social imperativo na sua vida, que sempre se indagava: “Como vou superar os limites de minha cultura nordestina nessa crise de saúde mundial” – Na busca de resistência para não deixar morrer meu legado de Arte? Foi quando teve que buscar no universo virtual uma possibilidade de expressar suas emoções ao manifestar a mensagem de sua Resistência e Existência cultural para gritar ao mundo que mesmo diante dessa crise mundial de saúde, ainda tem voz para manifestar a sua cultura, a sua arte.

FICHA TÉCNICA Com direção de: Roberto di Freitas, Roteiro: Marcelo Félix Ator – Performance – Narrador: Jeyckson Dias, Cinegrafista: Moabe Evaristo, Edição: Petrus Produtora

Da Redação / Com Marcelo Félix – Ator/Dramaturgo/Roteirista/Multiartista

Related posts

Deixe uma resposta