Vídeo: delegada se emociona ao falar sobre menina assassinada em GO

Luana, de 12 anos, foi sequestrada e morta em Goiânia (GO), quando caminhava de casa até uma padaria. Delegada investigou caso

A delegada Caroline Borges, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia (GO), se emocionou ao falar sobre o caso do assassinato de Luana Marcelo, de 12 anos, que estava desaparecida desde domingo (27/11), quando saiu de casa para comprar pão. O corpo foi achado nesta terça-feira (29/11).

Durante transmissão ao vivo do telejornal da TV Brasil Central, na manhã desta terça, Caroline foi questionada pelo repórter sobre os pais da vítima. Ao responder, a delegada embargou a voz e ficou com os olhos marejados.

Veja o vídeo:

“Conversamos hoje, eles (os pais da vítima) foram ouvidos formalmente aqui na delegacia na manhã de hoje. Eu garanti a eles que eu encontraria a filha deles e… Infelizmente, entregamos o corpo e a resposta foi essa”, afirmou a investigadora.

Esperança

A reportagem do Metrópoles falou com a mãe de Luana, a diarista Jheiny Hellen, de 31 anos, pouco antes da polícia confirmar que o corpo havia sido encontrado. A mãe tinha esperança de encontrar a menina viva.

“Está todo mundo tentando procurar. Tenho esperança de ela estar viva”, disse Jheiny.

Reidimar Silva Santos, de 31 anos, confessou para a polícia que matou Luana e escondeu o corpo dentro da casa dele. O suspeito confessou o crime no momento em que a polícia cumpria um mandado de prisão temporária contra ele.

Os policiais chegaram até Reidimar por meio de câmeras de monitoramento das redondezas em que Luana desapareceu. O carro dele apareceu nas imagens. Também foi possível ver ele na localidade.

Ainda na segunda, um dia após o sumiço, Reidimar foi ouvido na delegacia e o carro dele passou por uma perícia. Depois da prisão, ele disse que tentou estuprar a vítima, mas ela teria se debatido e ele a matou, segundo a delegada Caroline.

Reidimar vai responder por sequestro, homicídio e ocultação de cadáver. Ele vai ser ouvido formalmente pela polícia ainda na terça.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta