Vídeo: homem se irrita com falta de médicos e tranca UPA com corrente

Autor do protesto levou a mãe para ser atendida, mas foi informado que não havia médicos na unidade

Revoltado após ter o atendimento para a mãe negado por falta de médicos, um homem resolveu trancar com corrente e cadeado a porta da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O incidente aconteceu na tarde desta sexta-feira (4/2).




Gabriel Ferreira Campos, de 36 anos, buscava auxílio médico para a mãe, de 73 anos, que tinha sido queimada por uma lagarta, mas ela teve o atendimento recusado com a justificativa de que não havia profissionais médicos no plantão, de acordo com reportagem do G1.

Para a Polícia Militar de Minas Gerais, o homem disse que se revoltou ao ser encaminhado para a UPA de Brumadinho, cidade vizinha, somente depois de esperar pelo atendimento e de passar pela triagem, em vez de ser redirecionado na chegada à unidade. Por isso, ele resolveu lacrar a entrada principal da UPA, impedindo a entrada e a saída de funcionários e pacientes.

Related posts

Deixe uma resposta