Vídeos: bolsonaristas protestam no RJ e afetam rodovias de 17 estados

Grupos se reuniram em frente ao Comando Militar do Leste, na região central da capital fluminense, e na Vila Militar, na zona oeste

Rio de Janeiro e Brasília – Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) se reúnem, ainda na tarde desta quarta-feira (2/11), em pelo menos dois pontos do Rio de Janeiro (RJ), para protestar contra a derrota do atual mandatário brasileiro nas eleições deste ano. Além do Rio, manifestações semelhantes, em frente a quartéis, são vistas em oito estados e no Distrito Federal. Em Brasília, pessoas chegaram a estacionar no Cruzeiro e andar praticamente 1km até o QG do Exército para participar da movimentação.

Manifestantes se afetam as rodovias de 17 estados: Acre (dois pontos), Amazonas (três), Bahia, Espírito Santo (três), Goiás (três), Maranhão, Minas Gerais (sete), Mato Grosso (30), Mato Grosso do Sul (duas), Pará (16), Pernambuco (três), Paraná (20), Rondônia (11), Rio Grande do Sul (quatro), Santa Catarina (35), São Paulo (três) e Tocantins (cinco).

No Rio de Janeiro, os apoiadores de Bolsonaro exibiram faixas pedindo “intervenção militar” e entoaram gritos de “prontos para a guerra” e “eu autorizo”. Um dos grupos se concentrou na Avenida Presidente Vargas, no Centro, em frente ao Comando Militar do Leste.

A pista lateral foi interditada, mas ainda não há interrupção no fluxo de carros. Nas imagens, é possível identificar que os veículos foram desviados para as faixas centrais.

Outra movimentação foi registrada nas proximidades da Vila Militar, na zona oeste da capital fluminense.

Com centenas de bandeiras do Brasil, apoiadores do presidente citam o artigo 142 da Constituição Federal, que regulamenta a ação das Forças Armadas em território nacional. A interpretação da regra, no entanto, é equivocada: a legislação brasileira proíbe intervenção militar sob pretexto de “restauração da ordem”.

Vídeos: manifestantes em Brasília retiram da pauta “intervenção militar”

A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) informou que está no local acompanhando de perto as manifestações, em conjunto com o Exército Brasileiro.

Protestos bolsonaristas também no DF

Há registro de protestos em frente a quarteis em mais oito estados e no Distrito Federal, além do Rio de Janeiro.

Em Brasília, manifestantes descontentes com a vitória de Lula se reuniram ainda na noite de terça-feira (1º/11) em frente ao Quartel General do Exército, no Setor Militar Urbano, em Brasília. Na manhã desta quarta, o protesto com mais de mil pessoas tenta se descolar de pedidos relacionados à intervenção militar e até mesmo do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Veja fotos:

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta