Vigilância Sanitária do Estado volta a exigir uso de máscara para acesso às dependência do órgão na Paraíba

Vigilância Sanitária do Estado volta a exigir uso de máscara para acesso às dependência do órgão na Paraíba

A iniciativa considera as aglomerações comuns aos períodos festivos, como nas festas juninas, e leva em conta a incidência recorrente em todo o país, de casos de infecção pela Covid-19.

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária retomou a exigência do uso de máscaras de proteção respiratória para acesso dos funcionários e da população em geral às suas dependências, tanto na sede central, em João Pessoa, quanto nas sedes das Gerências Técnicas Regionais localizadas nos municípios de Guarabira, Campina Grande, Patos e Sousa.

A decisão foi anunciada na tarde de quinta-feira (16) pelo diretor-geral da instituição reguladora, Geraldo Moreira de Menezes. Ele informou que a exigência do uso de máscaras faz parte da própria natureza da Agevisa/PB, a quem cabe a promoção e a proteção da saúde das pessoas em todo o território paraibano, “competência esta que inclui a prevenção de todo e qualquer risco à saúde humana, especialmente em situações que possam favorecer a propagação de doenças transmissíveis através da proximidade das pessoas, como é o caso da Covid-19 e das demais doenças respiratórias”.

A iniciativa considera as aglomerações comuns aos períodos festivos, como nas festas juninas, e leva em conta a incidência recorrente em todo o país, de casos de infecção pela Covid-19, mesmo que em maioria manifestados na forma leve, devido ao avançado estágio da vacinação da população, assim como de doenças gripais.

Geraldo Moreira acrescentou que a exigência do uso de máscaras para acesso à Agevisa/PB se reveste do caráter de proteção preventiva de todas as pessoas que frequentam diariamente a agência reguladora, sejam servidores, visitantes ou representantes do setor regulado, e, por extensão, de seus familiares. “Desde que foi criada pela Lei nº 7.069, de 12 de abril de 2002, até os dias atuais, a Agevisa/PB vem se consolidando, não somente pelo caráter preventivo, promotor e defensor da saúde dos paraibanos, mas também por sempre se fazer presente na ‘linha de frente’ das ações protetivas da sociedade paraibana, como no caso da pandemia da Covid-19”, ressaltou.

clickpb

Related posts

Deixe uma resposta