WhatsApp lança no Brasil função que permite achar empresas, conversar sobre produtos e fazer compras

Em breve, empresa vai oferecer também o pagamento de produtos sem sair do aplicativo.

O WhatsApp ativou no Brasil, nesta quinta, o recurso Guia de Negócios, que permite aos usuários encontrar estabelecimentos comerciais, de farmácias, a salões de beleza e restaurantes. A novidade possibilita que o consumidor ache o negócio que estiver procurando na região onde está, ou num local específico, mantenha conversas e possa fechar uma compra diretamente pelo WhatsApp. A ferramenta de pagamentos, entretanto ainda está em testes, e será lançada em “breve”, mas sem data definida.

O anúncio das novas funcionalidades foi feito durante o WhatsApp Business Summit, em São Paulo, e numa aparição por vídeo, o próprio Mark Zuckerberg, CEO da Meta, empresa que controla o WhatsApp, explicou as novas ferramentas.

— O objetivo final aqui é que você possa encontrar, conversar e comprar de qualquer negócio, tudo isso no WhatsApp — afirmou Zuckerberg.

O Guia de Negócios passou por um projeto piloto em São Paulo, desde 2021. Por meio dessa funcionalidade, os usuários poderão achar uma empresa usando a busca do WhatsApp, sem a necessidade de pesquisar números de telefone em sites ou salvá-los nos contatos.

O Guia de Negócios tem como foco os pequenos comércios locais, como floriculturas, padarias ou salões de beleza, mas grandes empresas que utilizam a Plataforma WhatsApp Business (API) também vão aparecer. A busca pode ser feita por categoria ou pesquisando diretamente pelo nome da empresa sem sair do Whatsapp.

— O usuário poderá acessar o negócio cadastrado, seu catálogo de produtos e começar a interagir, através de conversa. Em breve, poderá fazer o pagamento, numa jornada completa de compra — contou Guilherme Horn, chefe do WhatsApp na América Latina, que lembra que o cadastro das empresas é gratuito.

Ao iniciar uma nova conversa no WhatsApp, o usuário agora terá três opções: “Novo grupo”, “Novo contato” ou “Descobrir → Empresas”. Depois de selecionar “Descobrir → Empresas” é possível optar por compartilhar sua localização ou selecionar um local.

Em seguida, a ferramenta apresenta um menu de categorias de negócios ou a possibilidade de pesquisar o nome de uma empresa. Ao interagir com a empresa para avançar na compra, o consumidor pode alterar produtos, por exemplo. Horn diz que a possibilidade de conversar traz mais confiabilidade à ferramenta.

Já o recurso de pagamento está em testes com a participação dos adquirentes Cielo, Fiserv, Getnet, Mercado Pago e Rede. Como se trata de uma plataforma aberta, outros adquirentes poderão se integrar, lembra Horn. O WhatsApp cobrará uma taxa sobre a compra fechada dentro do aplicativo. Essa novidade já foi implementada na Índia.

— O recurso de pagamentos de pessoas para empresas no WhatsApp foi desenvolvido como uma plataforma aberta, com a participação de diversos adquirentes brasileiros. Estes parceiros já estão testando para que possamos levar a funcionalidade para empresas e consumidores o mais rápido possível, assim que finalizarmos os acordos e recebermos autorização regulatória — disse Horn.

Horn disse em entrevista ao GLOBO, em agosto passado, que a mensageria de negócios é um conceito simples e novo. Na prática, é extrapolar a relação de conversas que os brasileiros têm como pessoa física para as empresas.

— O consumidor está cansado de aplicativos ou sites frios, ou seja, nos quais ele não fala com ninguém nem tem uma recomendação. O “comércio conversacional” vai ser um novo canal de negócios — disse o executivo.

O estudo Digital Brazil 2022, realizado pelas empresas We Are Social e Hootsuite, mostrou que pelo menos 165 milhões de brasileiros usam a ferramenta, a maior penetração numa nação em todo o planeta.

Por O Globo

Related posts

Deixe uma resposta