WhatsApp supera Facebook como rede social mais popular entre empresas

A última pesquisa foi feita em 2019, ou seja, esta é a primeira que leva em conta os efeitos da pandemia.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O WhatsApp superou o Facebook entre 2019 e 2021 e se tornou a rede social mais popular entre as empresas. Hoje, 72% delas têm uma conta no aplicativo de mensagens, segundo a pesquisa TIC Empresas 2021, divulgada nesta quarta-feira (21) pelo CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil).

A última pesquisa foi feita em 2019, ou seja, esta é a primeira que leva em conta os efeitos da pandemia.

“O Brasil já estava num processo de transformação digital, e a pandemia acelerou isso ainda mais, inclusive entre as pequenas e médias empresas, que foram obrigadas a entrar no mundo digital”, disse Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação), em entrevista a jornalistas.

A proporção de empresas com perfil no WhatsApp era de 54% em 2019. O crescimento de 18 pontos percentuais no período só foi menor que o do Instagram, TikTok, Snapchat ou Flickr. Em 2019, 44% tinham um perfil em alguma dessas quatro redes sociais. Em 2021, o percentual cresceu para 66%.

Já o Facebook se estabilizou. Passou de 59%, em 2017, para 62%, em 2019, e 65%, em 2021. Hoje, 87% das empresas têm uma conta em alguma rede social.

Em termos de conectividade, o percentual de empresas que usa fibra ótica para acessar a internet passou de 67%, em 2019, para 87%, em 2021, puxado pelas empresas de pequeno porte (com 10 a 49 funcionários).

Em 2017, esse tipo de conexão, mais estável e rápido, era menor que o da rede DSL (via linha telefônica), hoje presente em 36% das empresas.

O percentual de empresas que venderam pela internet subiu de 57% para 73% entre 2019 e 2021. O crescimento foi puxado pelas pequenas empresas, que saíram de 57% para 74%, e pelo setor de alojamento e alimentação, que subiu de 59% para 81%.

A TIC Empresas também dá atenção às chamadas novas tecnologias, como serviços em nuvem, segurança digital, automatização e inteligência artificial.

Segundo a pesquisa, 76% das grandes empresas pagaram por software de segurança. Levando em conta empresas de pequeno e médio porte, o percentual cai para 44%. Além disso, serviços em nuvem como email e armazenamento de arquivos já chegam a cerca de metade das empresas.

Tecnologias de inteligência artificial estão presentes em 13%. A presença, contudo, é mais forte entre grandes empresas e entre aquelas que trabalham com informação e comunicação. Dentro desse percentual, 73% das empresas usaram a IA (Inteligência Artificial) para automatizar processos de fluxos de trabalho.

A amostra do levantamento é de 4.064 empresas com dez ou mais funcionários, entrevistadas por telefone entre agosto de 2021 e abril de 2022.

FOLHAPRESS

Related posts

Deixe uma resposta