Portal Mídia

O maior portal de Guarabira e do Brejo

Paraíba atinge 90% de cobertura vacinal contra influenza e se torna o segundo estado a atingir a meta no Brasil

A Paraíba atingiu, nesta sexta-feira (7), a meta de vacinação de influenza para os grupos prioritários. O estado foi o segundo do Brasil a alcançar a cobertura de 90% prevista pelo Programa Nacional de Imunizações. Até o momento, 180 dos 223 municípios paraibanos atingiram a cobertura vacinal. A recomendação para as localidades que ainda não alcançaram a meta é intensificar as ações de vacinação para a população.

A 25ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza foi iniciada em 10 de abril e se estendeu até o dia 30 de junho. Até o momento, o estado da Paraíba encontra-se com um total de 1.448.524 doses aplicadas. Deste total, 1.014.384 doses contemplaram os grupos prioritários (crianças, gestantes, puérperas, trabalhador da saúde, indígenas, idosos e professores). O público-alvo na Paraíba foi calculado em 1.522.325 pessoas. Em primeiro lugar na cobertura da Campanha ficou o estado do Amapá (98,34%) e em terceiro Pernambuco (70,98%).

O secretário de Saúde, Jhony Bezerra, destaca que a Paraíba tem ampliado as ações de imunização como medida de saúde com foco na prevenção. “O programa Vacina Mais Paraíba, lançado em julho de 2022, ampliou as ações de fomento à vacinação com capacitações, incentivo financeiro aos municípios que mais vacinam e o acompanhamento dentro das salas de vacina do estado, identificando as fragilidades e trabalhando para resolver as demandas que poderiam minimizar o alcance das altas coberturas vacinais na Paraíba. Ano passado, inclusive, fomos o primeiro estado a alcançar a meta de vacinação contra poliomielite. Com a vacina, a população fica protegida contra várias doenças e isso facilita também o trabalho dos profissionais, garantindo que as vagas em nossas unidades serão direcionadas ao tratamento de outras patologias”, lembra.

De acordo com a chefe do Núcleo de Imunizações da SES, Márcia Mayara, a vacinação é uma medida de proteção segura que garante a saúde por meio da prevenção de doenças ou do controle da evolução destas para casos graves e óbitos. “Precisamos acreditar nas vacinas para que elas possam, uma vez aplicadas, fazer o trabalho de garantir a saúde das pessoas. Os municípios devem continuar aplicando as doses e cadastrando os dados na plataforma do sistema de Informações do PNI (SI-PNI) para que tenhamos o controle das localidades que atingiram a meta contra influenza”, afirmou.

Os municípios que mais vacinaram a população contra influenza foram Cuité de Mamanguape (114,64%), Algodão de Jandaíra (122,22%), Itaporanga (111,82%), Mulungu (111,13%) e Manaíra (110,78%). Dos 43 municípios que não atingiram as metas, os que tem menores coberturas são Sapé (50,72%), São Bento (53,87%), São José do Bonfim (58,99%), Riachão do Poço (64,46) e Livramento (65,93%).

%d blogueiros gostam disto: