PIB da Paraíba sobe oito posições e fica acima do Brasil e do Nordeste

O PIB da Paraíba saiu da 18ª posição em 2020 para a 10ª posição entre os estados do Brasil em 2021, registrando um aumento maior que a taxa de crescimento do Brasil, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números, divulgados em todo o país, foram anunciados nesta sexta-feira (17), em coletiva de imprensa que contou com as presenças do governador João Azevêdo e do superintendente do IBGE na Paraíba, Roberto Salgado Beato.

No comparativo com os estados do Nordeste, a Paraíba continuou na 4ª posição, porém a taxa de crescimento aumentou 9,9 pontos percentuais, taxa superior a da região Nordeste (4,3%) e a do Brasil (4,8%).

“Mesmo durante um período que teve uma forte influência da pandemia, nós conseguimos manter um alto nível de crescimento que atraiu investimentos, gerando emprego e renda para os paraibanos. É com muita satisfação que recebemos esses números e com a certeza de que é o resultado de um forte planejamento estratégico do governo, pensado com base e evidências, que impactam diretamente no PIB e avaliam a atividade econômica, nos dando a possibilidade de um crescimento ainda maior”, destacou o governador João Azêvedo.

Já o superintendente do IBGE, Roberto Salgado, ressaltou que o PIB é um dos principais indicadores econômicos de um estado e que a divulgação nacional da publicação do Sistema de Contas Regionais é um trabalho coordenado pelo IBGE em nível nacional que realiza os cálculos a partir de metodologia única  homologada pelo IBGE em fóruns com os representantes dos órgãos de estaduais de estatística.

O estado da Paraíba gerou um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 77,470 bilhões em 2021, após um incremento nominal de 7,178 bilhões, ou seja, de 10,2% em relação a 2020. Com isso, continuou sendo a sexta economia do Nordeste. Em relação ao PIB per capita, a Paraíba alcançou  a   marca   de  R$ 19.082 por habitante, em 2021, representando um aumento nominal de 9,7%, um incremento de 6,8 pontos percentuais de 2021 para 2021.

POR SETORES – Em relação aos setores econômicos, no valor adicionado bruto, em 2021 os serviços representaram 80,4% seguindo como tradicionalmente o setor que possui maior peso na economia paraibana. Em seguida vem a indústria, que corresponde a 14,9%, e a agropecuária, com 4,7% da economia do estado.

Em termos de crescimento real, o setor da indústria foi o que mais avançou (9,6%), seguido do setor serviços (5,6%), em 2021. A agropecuária manteve um desempenho estável e com variação real igual a -0,5%.

%d